TE AMO, MAS SOU FELIZ SEM VOCÊ

TE AMO, MAS SOU FELIZ SEM VOCÊ

Eu sei que é difícil compreender que é possível sim amar uma vida inteira sem ter que selar um compromisso com o outro. Mas é isso que significa o desapego do Amor Incondicional: confiança, respeito e segurança em quem vive ao seu lado. É preciso respeitar a liberdade do outro. Amá-lo em sua essência, em sua manifestação. Amá-lo como um ser livre, sem posse e sem dependência. A sensação de posse vem da sua dependência, do medo de perder. Isso é o APEGO, consciência do TER. O Apego está no pólo oposto do Amor, por estar fortalecido pelo medo e a infelicidade. Ele faz com que tentemos mudar, melhorar, manipular, controlar quem compartilhamos a vida. O Amor, como consciência elevada do ser humano, está no pólo positivo, onde se encontra liberdade e paz interior. Então não se tenta manipular e nem controlar a pessoa que ama. Não existe jogo de extorsão emocional, não perde-se a sua liberdade e respeita a do outro.

“Se quero possuí-lo, corto suas asas e deixo-a em meu lado para sempre. Se amo, fico feliz vendo suas asas crescerem e você voando.”

Vivam juntos sim. Mas respeitem o espaço de cada um. O lar é um templo que deve ser sustentado por duas colunas: cada uma na sua posição para que realmente haja apoio. O que significa relacionar-se? Significa a UNIÃO, e não a fusão dos seres. Não se pode querer controlar os gostos e até mesmo os desgostos da pessoa com quem nos relacionamos. É necessário que cada um cresça e permita o crescimento do outro.

Em nome do Amor, devemos estender a mão para oferecer apoio e não para acorrentar. Quem ama propicia segurança, confiança e afeto. Entenda que a pessoa com quem você se relaciona não lhe pertence. Ela é uma alma em busca do próprio aperfeiçoamento, tanto quanto você.

Liberte-se e liberte o outro para que o Amor em suas relações se expanda e alcance o patamar de fluência ideal. Quando começamos a perceber que ninguém é eternamente de ninguém, ou que ninguém é posse de ninguém, é o caminho da liberdade e do equilíbrio nas relações que envolvem seres em processo de desapego.

”Respeitar a liberdade do outro já é Amor. E, se priorizo a vida de quem está comigo, isso já está de bom tamanho.”

A liberdade de amar e ser amado deve vir acompanhada de uma envolvente energia de mútua entrega. Porém, um envolvimento com a clareza de que não somos “proprietários” ou “serviçais” daqueles aos quais escolhemos como parceiros na troca da energia mais intensa do universo: O Amor.

“Te vejo livre – Não domino.
Me vejo livre – Não pertenço.
No fim das contas… Isso é Amor.”

Caroline Zanon

Se você gostou desse texto e quer abrir sua mente saiba mais sobre o livro Realizo, Logo Sou clicando no link:  http://realizologosou.com.br/novosite/2018/04/29/porque-ler-esse-livro/

One response to “TE AMO, MAS SOU FELIZ SEM VOCÊ”

  1. Sueli disse:

    Bom dia que texto lindo hj estou separada de um casamento de 23 anos e realmente sei que não devemos prender ninguém por isso o deixei ir li o livro da Zibia Ninguém é de Ninguém. Diz tudo. Gratidão. . .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *